Os enjoos durante a gravidez são um incômodo para muitas mulheres. Saiba como diminuir os efeitos de mal estar no organismo e ter uma gestação tranquila.

Como amenizar os efeitos indesejáveis dos enjoos durante a gravidez

A gestação é motivo de celebração, mas muitas vezes, o início pode ser um tanto desconfortável para as mamães por conta dos enjoos durante a gravidez. No começo, os enjoos e vômitos são muito comuns e podem acometer até com 90% das gestantes.

De acordo com a ginecologista, obstetra e professora da pós-graduação da Unifesp, Marisa Patriarca, essa é a chamada êmese gravídica, que acontece entre a 5º e a 6º semana de gravidez, com pico na nona semana. Existe também uma manifestação mais severa do quadro, chamada de hiperêmese, que acomete até 2% das gestantes e que merece muita atenção e cuidados especiais.

A especialista explica que “o vômito incontrolável pode levar a desidratação e perda de peso. Nesses casos, a internação é impreterível. Em casos mais raros e prolongados é possível acontecer lesão do fígado e até neurológica”, ressalta a médica.

Enjoos durante a gravidez

Tanto a êmese quanto a hiperêmese gravídica decorrem das alterações hormonais próprias da gravidez. Principalmente do HCG placentário, que determina maior lentidão do esvaziamento gástrico. Há também situações em que a hiperêmese pode ser psicogênica, ou seja, de fundo emocional. Nesses casos, a psicoterapia deve ser considerada.

A médica alerta que é preciso ficar atenta e ter acompanhamento especializado durante todo o período. A visita ao obstetra deve ser sempre frequente.

A boa notícia é que de 50% a 90% das mulheres passam pela a êmese gravídica mais tranquilamente, com náuseas normalmente no período da manhã. A gestante deve preferir os alimentos mais secos, pobres em gordura e ricos em carboidratos. A recomendação é ingerir uma bolacha de água e sal ainda na cama, antes de se levantar e escovar os dentes.

Fracionar a alimentação também é uma boa medida, segundo Marisa. “Tanto o estômago muito cheio quanto muito vazio podem desencadear náuseas. A grávida tem que dar preferência, sobretudo, a alimentos lhe atraiam”, comenta a obstetra.